Tag: call of ktulu

Megadeth: De “The Call of Ktulu” à “Dystopia”

Megadeth: De “The Call of Ktulu” à “Dystopia”

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. – Antoine L. Lavoisier

Antes de ser expulso do Metallica, em 1983, Dave Mustaine já tinha contribuído com material  para os dois primeiros álbuns da banda, Kill ‘em All e Ride the Lightining (Metallica, 1983 e 1984). Pouco depois, incluiu sua “versão” da música “The Four Horsemen” no disco de estreia do Megadeth, Killing is my Business (Megadeth, 1984).

– The Four Horsemen 

– Mechanix 

A progressão de acordes de “The Call of Ktulu”, do álbum Ride the Lightning (Metallica, 1984), foi reaproveitada mais tarde como introdução do grande clássico do álbum Rust in Piece, “Hangar 18” (Megadeth, 1990).

– The Call of Ktulu (começa aos 2:35)

– Hangar 18 

“Hangar 18” é uma das músicas mais importantes e mais conhecidas do Megadeth, quase sempre presente nas apresentações da banda.
Tão importante que no álbum The World Needs a Hero (Megadeth, 2005) há uma música chamada “Return to Hangar”, que apresenta uma nova letra e arranjo, mas preserva a estrutura e o material melódico.

No último álbum da banda, que por sinal acaba de completar 35 anos, mais uma vez, Mustaine vai buscar inspiração em “Hangar 18”. “Dystopia”, a faixa título (Megadeth, 2016), apresenta exatamente a mesma forma musical que “Hangar 18”.

– Dystopia 

Ouça e compare as duas músicas. Perceba como muitos elementos são parecidos, não somente a ordem das partes, mas o caráter também. Repare, por exemplo, na introdução, nos versos e solos entre os versos e nas mudanças e solos a partir da metade das músicas.

Abaixo, vídeos do Kiko Loureiro, atual guitarrista do Megadeth, praticando as músicas:

Trinta e cinco anos depois, vemos os temas, os arranjos, as formas se transformando e algo novo surgindo. E pensar que tudo começou com uma “simples” progressão de acordes em Ré Menor. Progressão, aliás, que é um bom exemplo do uso do cromatismo, outra característica marcante da banda. Outro exemplo do uso do cromatismo no Megadeth está aqui: https://youtu.be/lv4LUGhiROE

leandro

Leandro Fonseca – Compositor, Professor, Músico, Produtor e Diretor da Mousikê fb.com/leandrofonsecatgk

Anúncios