Captadores

Captadores

Os captadores, como o próprio nome diz, captam as vibrações das cordas dos instrumentos elétricos e transmitem uma quantidade surpreendente de informação.

Não apenas a nota, mas também o envelope sonoro (ataque, sustentação, decaimento e repouso), o volume, a equalização e características do instrumento.

Eletromagnetismo

Um captador é, basicamente, um fio enrolado (uma bobina) em torno de um ímã. As vibrações das cordas dentro do campo magnético gerado pelo imã, induzem* uma corrente elétrica na bobina. Essa corrente é transmitida, através do fio, até o jack do instrumento e, através do cabo, até chegar ao amplificador.

Quanto maior o ímã e maior o número de voltas do fio, mais forte é o sinal gerado pelo captador, mas, por outro lado, perde-se um pouco da resposta de agudos.

Grandes ímãs também exercem uma grande força de atração sobre as cordas, reduzindo, assim, a sustentação do som.

Existem dois tipos mais comuns de ímãs usados em captadores: Alnico (Alumínio, Níquel e Cobalto) e Cerâmica.

Imãs de cerâmica são mais baratos e produzem um som mais brilhante, enquanto os ímãs de Alnico tem um som mais “quente”.

Single Coil e Humbucker

Existem dois tipos básicos de captadores: single coil (bobina simples) e double coil (bobina dupla). Um captador single é composto de uma só bobina. Um captador duplo é composto de duas bobinas ligadas em série. As duas bobinas têm a fase invertida entre si para cancelar o ruído (hum) normalmente captado pela bobina simples, da iluminação, das tomadas de energia e dos transformadores dos amplificadores (por isso afastar-se do amplificador pode reduzir o ruído nos singles). Este cancelamento (bucking) do ruído (hum) deu aos captadores de bobina dupla o nome de Humbucker (Cancelador de Ruído).

Ativos

Existem captadores com pré-amplificadores embutidos que são alimentados por baterias de 9 volts. Estes captadores são bastante silenciosos e podem ser extremamente potentes, sem sacrificar a resposta de agudos. Em contrapartida, estes captadores comprimem o som, limitando um pouco a dinâmica dos ataques, e também, produzem uma certa aspereza nos agudos, o que leva algumas pessoas a considerá-los “frios”, “sem vida” e responsáveis por fazer com que todo mundo soe muito parecido.

Localização

Muitos instrumentos que possuem mais de um captador usam, na verdade, o mesmo tipo de captador em todas as posições. Em uma guitarra Stratocaster, os três captadores são iguais, assim como os dois captadores em uma Les Paul. Então por quê conseguimos sons diferentes usando o captador do braço ou o da ponte? Em um violão acústico, ao tocar perto da ponte, ouvimos um som mais agudo, enquanto que ao nos aproximarmos do braço, produzimos um som mais grave e profundo. O captador apenas copia o que ocorre acusticamente.

Estas são algumas informações básicas sobre captadores, que podem auxiliá-lo na escolha de uma guitarra ou na troca de captadores.

*Princípios do eletromagnetismo – Lei da Indução de Faraday

Referência: Getting Great Guitar Sounds – Michael Ross 2nd Edition

Leandro Fonseca – Compositor, Professor, Músico, Produtor e Diretor da Mousikê Central Art fb.com/leandrofonsecatgk

Mousikê Central Art – Escola de Música + Loja + Estúdio

Rua Cáspio, 80, Jd. do Mar, São Bernardo do Campo, SP

Tel: (11) 4124-7654

mousike.art.br

Redes Sociais:

fb.com/mousike.art.br
fb.com/mousikestore
youtube.com/mousikebr

@mousikebr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s